museu Núcleo Museológico da Casa da Ínsua | Braziliana
HOME / SOBRE NÚCLEO / BRAZILIANA


OS MAPAS AQUI REUNIDOS PERMITEM TRAÇAR UM QUADRO ALARGADO DA ORGANIZAÇÃO GEOPOLÍTICA DA ALTURA, GRAÇAS A UM PROFUSO E RIGOROSO TRABALHO TOPOGRÁFICO QUE ABRANGE RIOS, CONSTRUÇÕES E VEGETAÇÃO.
Em frente à recepção, passando por um alpendre divisor e já fora desta unidade expositiva, encontra-se a área exclusivamente reservada a mapas e ilustrações originais do século XVIII, agregando um acervo gráfico de inigualável importância cedido pela família Albuquerque, e na recuperação do qual o Museu Nacional de Arte Antiga desempenhou um papel decisivo.

Os mapas aqui reunidos permitem traçar um quadro alargado da organização geopolítica da altura, graças a um profuso e rigoroso trabalho topográfico que abrange rios, construções e vegetação. A configuração e distribuição geográfica, e sua toponímia, a organização militar com a delimitação de pontos estratégicos, áreas de influência estrangeira ou estranhas à Coroa, entre muitos outros elementos, são dados essenciais para reconstituir o papel de Portugal no Brasil e compreender o legado que os dois países permutaram.

Nesta sala o visitante terá acesso privilegiado a elementos representativos da paisagem tropical há três séculos atrás, através de uma grande variedade de espécies animais e vegetais detalhadamente ilustradas. Um extenso trabalho de restauro possibilitou tornar públicas, num espaço especificamente concebido para preservar a integridade dos documentos, belíssimas representações da flora – árvores, plantas, flores e uma enorme variedade de frutos – e da fauna locais – aves, pássaros, mamíferos, répteis, peixes –, além de índices remissivos, constituindo um verdadeiro compêndio da história natural brasileira.





© 2012 Núcleo Museológico da Casa da Ínsua. Todos os direitos reservados.
Mais Centro QREN - Quadro de Referência Estratégica Nacional FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Doutibelo Casa da Ínsua